segunda-feira, 17 de novembro de 2008

TOMANDO RUMO NO BLOG [E na vida também...]



Aos pouquinhos, o ETHOS vem tomando forma e dizendo a que veio. No início, em Primeiro de Maio deste ano, ele chegou com uma imensidão de idéias, mil e uma promessas e, no decorrer, acabou virando uma "salada", com inúmeras tentativas que não vingaram. Nem a mudança de nome (começou como EnTHulho - The Spin-Off) conseguiu moldar da maneira que eu queria. Aliás, eu sequer tinha certeza do que queria com este blog. A única premissa que realmente eu poderia afirmar que estava sendo cumprida era a de ampliar os enfoques sobre minha vida, tão limitados no outro, o EnTHulho. Naquele, também fiz muitos planos (como colocar uma crônica sobre assuntos específicos em 2007) que não "pegaram".
Pois bem, posso definir o agora ETHOS como um dos maiores prazeres da minha vida. Um lugar que falo mais abertamente sobre o que vem acontecendo, teço comentários sobre meus medos, receios, alegrias, planos, idéias, sentimentos e também me arrisco a treinar a tão difícil arte da escrita, à qual preciso lapidar e amadurecer demais - o que se consegue à base de muito treino. Eis mais uma das funções do blogue...também estou criando algumas seções fixas: MÚSICA-MEMÓRIA AFETIVA (sem delongas, aquelas músicas que me remetem a determinado período / fato / causalidade), e mais duas ainda sem nome: uma para colocar poesias / poemas/ palavrinhas que me emociona(ra)m e outra na qual faço um apanhado das últimas novidades da vida de TH. Todas sem um período determinado para serem postadas, apenas quando se fizerem necessárias.
Estava pensando que o fato do ETHOS ter ficado tanto tempo sem um "colorido" especial refletia no de que minha vida também se encontrava sem norte. 2008 foi um ano super cheio de grandes acontecimentos, mas que não se encaixavam de uma forma lógica ou cronológica. Tive grandes êxitos profissionais, planos, baques afetivos...mas nada se emoldurava da maneira que eu desejaria que fosse. Só agora é que estou conseguindo encaminhar e organizar um pouco as acontecências e delimitar prioridades e supérfluos. Amadurecer, sem sombra de dúvidas, é saber alinhar de forma satisfatória tudo o que chega até você. E ser bem mais auto-crítico com essas coisas!


TH - Pondo a cabeça (e o blogue) no lugar!

2 comentários:

MCI disse...

"Acontecências"!
Isso é neologismo seu ou um nordestismo da linguagem?
Adorei!
A foto também!
=c)

TH disse...

Na verdade, eu tirei da música do Cláudio Nucci de mesmo nome. Ele é de Minas Gerais...deve ser coisa de lá, né? rs
Obrigado pelos elogios...=]