segunda-feira, 3 de novembro de 2008

SÓ PRA METAFORAR...


O BARULHO DA CARROÇA

Certa manhã, meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque. Ele se deteve numa clareira e depois de um pequeno silêncio me perguntou:
- Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa?
Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi:
- Estou ouvindo um barulho de carroça.
- Isso mesmo, disse meu pai, é uma carroça vazia...
Perguntei ao meu pai:
- Como pode saber que a carroça está vazia, se ainda não a vimos?
- Ora, respondeu meu pai, é muito fácil saber que uma carroça está vazia por causa do barulho. Quanto mais vazia a carroça maior é o barulho que faz!
Tornei-me adulto, e até hoje, quando vejo uma pessoa falando demais, gritando (no sentido de intimidar), tratando o próximo com grossura inoportuna, prepotência, interrompendo a conversa de todo mundo e querendo demonstrar que é a dona da razão e da verdade absoluta, tenho a impressão de ouvir o meu pai dizendo: ...
Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz!



TH - Dodói :[[

3 comentários:

MCI disse...

Este pequeno conto faz parte do livro "E para o resto da vida..."!
Quando criança, minha mãe lia, cada dia, um conto diferente desse livrinho para mim!
A minha história preferida era a da madeira, cravejada pelos pregos.
Que coisa!
Mais um ponto em comum!
*.*

TH disse...

O que esperar da D. Cicy? rs
Não tive esse livro, mas esse conto foi lido pra mim por uma das pessoas mais sábias que conheço...e resolvi, do nada, colocar aqui
;)

Tom disse...

Só lembro do meu próprio pai quando leio este conto...