domingo, 29 de agosto de 2010

NÃO TEM TU, VAI TU


Sim, o voto é secreto e indisponível.
Sim, eu tinha prometido não fazer campanha favorável a ninguém (só contra).
Mas eu já me decidi quanto ao voto à presidência e resolvi abrir mão de meu direito ao sigilo pra externar minha candidata à Presidência da República.
Marina Silva passa longe de ser minha preferida - temo muito que o lado do fanatismo religioso impere ou suas visões mais "resguardadas" que a religião pode lhe abster seja crucial pra algumas decisões importantes e determinantes pro país, no entanto o voto aqui, mais do que consciente, vai pro contexto: é a que tem melhores propostas.
Não vou julgar que ela seja apenas boa de "goela" e que, caso eleita, não fará metade do que promete nos seus belos e trabalhados discursos. Mas mais por exclusão, vai mesmo ela. Não quero a continuidade de Dilma (laquê poderoso!) ou a soberba de Serra - ainda que este tenha experiência administrativa comprovada. Juntando os dois, tenho elementos incriminadores suficientes para me remeterem direto à terceira colocada nas pesquisa.
Marina sempre é rotulada pela excessiva preocupação com a causa ambiental - mas quem a critica só por isso merece sofrer todas as consequências que o desequilíbrio ecológico e a revolta da natureza causarão daqui a alguns anos. É pagar pra ver...
É, Marina...
Não tem tu
Vai tu
E salvemos o tatu! :)


TH - Descontem a sem graceza...é madrugada!

4 comentários:

Serginho Tavares disse...

minha opinião já é contrária
não tem tu, vai em nenhum mesmo!
rs

MCI disse...

Estamos numa sinuca, mesmo.
Mas eu acredito na Marina. É pena que ela não tenha chances, por conta da ignorância popular, que insiste em continuar na merda petista.
Oremos. Torçamos para que Dilma faça mais que gastar laquê e servir de fantoche para o Lula Lelé!
=P

Marcio Nicolau disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcio Nicolau disse...

Novamente me identifico com alguns de teus pontos de vista expressos. Também me declaro eleitor da Marina Silva (outra Marina que eu e você, admiramos, rs). Penso que a questão ecológica é, sim, crucial e não me parece ser o aspecto religioso preponderante no discuso da candidata. Acho lúcido e, sobretudo, seguro o discurso e, não por exclusão (nisso, pensamos diferente), mas por ter esperança (e a esperança é VERDE) voto nela por acreditar.

Obrigado pela presença no InterTextual.