terça-feira, 30 de setembro de 2008

AS D(C)ORES DO MUNDO








Como um mundo cheio de cores não há coisa igual.
Nada como deixar isso aqui colorido pra melhorar de um "baque", onde a palavra certa pra como me sinto depois do mesmo é renascimento.
Lidar com pessoas é sempre mais difícil do que se imagina, e num ambiente de trabalho pior ainda...Mas, como acredito em DEUS (e não correlacionem o fato de eu não ter religião com ateísmo), alguma força, a grande criadora desse universo, me ajudou diante de minha infinita fé e fez o milagre. Algo, dentro do pequeno inferno astral que vivi de ontem à noite pra hoje de manhã, me dizia que nada atrapalharia o espírito infantil, colorido e pra cima que estou vivendo agora, e que tudo daria certo.
Sim, deu certo...
Um dinheiro de lá do cursinho sumiu, no meu horário...o suficiente pra me deixar sem dormir e péssimo, afinal tudo era minha responsabilidade...depois da amarga noite em claro, a luz (do dia e das idéias, numa cabeça já no lugar) veio e tudo se resolveu. Não detalharei pois são coisas particulares e eu não iria querer mexer na esfera dos envolvidos, mas o que interessa é a sensação de alívio que eu estou passando. Sem preço!
Acho que essa fase boa vai durar...ou será que está durando porque estou sabendo como resolver meus grilos procurando manter a calma e clareza sempre a postos?
Amadurecimento depois dos 27? Ironicamente, amadurecimento na passagem "child" da vida de TH?
A primeira coisa que esquecemos quando nos tornamos “adultos” é a arte de sonhar; a criatividade se esvai e somos amarrados pelos fantasmas da realidade. Neste ponto, eu, TH sou um privilegiado sem tamanho: pois minha imaginação permanece, ainda que com umas oscilações pendentes para que ela passe determinados períodos fraquinha, volta e meia ela retorna, com uma vontade imensa de se fazer presente e atuante no meu dia-a-dia. Garanto que se tivesse resolvido o problema como um adulto, não teria sido tão fácil. Algo nesse "TH infantil" fez com que eu colocasse a calma antes de tudo para se poder chegar a uma solução. Sim, as crianças também sabem resolver problemas! E saem na frente das "pessoas grandes" com larga vantagem...
Remeto-me agora a uma das frases que eu sempre disse e que pelo visto continuarei dizendo por muito tempo: quero chegar aos 100 anos tendo muito mais coisas a aprender! O aprendizado não cessa nunca...ser uma eterna criança me faz ter esse fogo de querer saber cada vez mais sempre aceso. E com lápis de cor sempre a postos, como uma arma, para pintar cada mancha cinza que eventualmente venha a aparecer ao curso da minha estrada.

TH - Por um mundo mais camaleônico

4 comentários:

MCI disse...

Meu DEUS!
As pessoas costumam dizer por aí: "Acho que criamos um monstro..."
Eu digo: 'Acho que ajudei a ressuscitar um baixinho!'
Rs.
É... Estamos definitivamente EM CASA!
=)

=D

TH disse...

Pois é dearest...
Eu tive a prova de que com o jeito inocente de ver o mundo, por incrível que pareça, dá sim pra resolver "causos" de gente grande...pq a fé das crianças é infinita.;)
Hug

Tom disse...

Acho que vou adotar esta prática...
"Doce, doce, doce, a vida é doce, vida mel..."
Abração, TH!

Paula Calixto disse...

"A primeira coisa que esquecemos quando nos tornamos “adultos” é a arte de sonhar; a criatividade se esvai e somos amarrados pelos fantasmas da realidade."

Para quem não perde isso - essa loucura-sã - o mundo é sempre um preto-e-branco-eventual colorido!

Beijos.