segunda-feira, 5 de maio de 2008

AOS MEUS "QUERIDOS AMIGOS"

Como é difícil fazer as pessoas entenderem as amizades virtuais. Aliás, eu me rebelo bastante contra esse título. Virtual denota idéia de algo irreal, em um outro plano de existência. As pessoas que conheci por meio de internet - fóruns, blogs, sites de relacionamento, Orkut, Messenger, Chats, elas não deixam de existir por estarem longe, ou por não haver um contato físico. ELAS EXISTEM.

É bem sabido que o novo amedronta. Quando surgiu a Internet, com uma proposta completamente inovatória de ser um novo veículo de comunicação e pesquisa, do lado oposto dos deslumbrados encontravam-se os que a consideravam o verdadeiro "anticristo" e minorizavam consideravelmente todo tipo de relação que podia surgir de um encontro mediado pelo computador.

Pois bem, a Internet entrou em minha vida no ano de 1998, e como todo recém encantado, acabei me rendendo a todos os benefícios que essa maquininha poderia me oferecer. Dentre eles, o fato de eu conhecer MUITA GENTE. Para um tímido adolescente de 17 anos, era um verdadeiro "exercício de socialização" para mim. Eu pude me soltar, me expressar mais. Claro que pessoalmente seria muito melhor, mas acreditem: a internet facilitou também demais meus relacionamentos pessoais com todos. Lembro bem de como era na minha turma de colégio, reunião obrigatória no MIRC às 18 h, todo santo dia, e comentários na sala de aula no dia seguinte, pela manhã. Sim, ela me permitiu a maior aproximação com gente que eu sequer imaginava.

Até hoje tenho o hábito de colecionar amigos conhecidos pela net. E como é feliz quando os encontro pessoalmente! Verdade seja dita: nunca me decepcionei ao comparar o plano virtual com o real, talvez por eu ser bem escolado nisso e nunca depositar ilusões descabidas em quaisquer situações. Quer dizer...claro que quando o coração fala mais alto, nossa imaginação é imediatamente ativada e só podemos pensar em aspectos positivos em relação à pessoa desejada, mas reitero o quanto sou escolado nisso e sou capaz de enxergar A VERDADE de quem se relaciona comigo. Pela net, nós conversamos com a alma das pessoas. No plano real, quando conversamos quando alguém que fale olhando em nossos olhos também. Por conta dessa carência física no plano virtual, a força da veracidade das alegações vem exatamente DAS PALAVRAS.

Por fim, posso garantir que sou alguém sem medo de conhecer gente pela net. Sequer entro nas discussões acerca do perigo de encontrar assassinos, estupradores, ladrões e estelionatários no meio virtual, pois tais pessoas existem bem mais perigosamente no real. Estou farto de pessoas com neuras e com irreais percepções dessa nova realidade. Estão perdendo uma grande forma de conhecer pessoas que, DEUS, como valem a pena!

TH - Uma singela homenagem a todos meus amigos que moram longe

6 comentários:

Dedinhos Nervosos disse...

Olá, Thiago.
É um prazer conhecer seu blog. COnfesso que antes de comentar, sempre dou uma olhadinha nos posts para saber se tem assuntos do meu interesse pq detesto letrinhas vagas. Mas logo que vi o primeir assunto, me rendi. Eu tenho alguns amigos virtuais também. Um deles, mudou minha vida profissional, quando me apresentou a publicidade. Já virei muitas noites na frente do PC tomando coca-cola, batendo papo e rindo muito com pessoas que nunca iria conhecer pessoalmente. Também tenho um posto sobre isso no meu blog. É um dos mais antigos. Se quiser dar uma passadinha lá, será bem-vindo. Um beijo.

TH disse...

Muito obrigado pelas palavras, claro q passarei lá sim ;)
Desculpe o acidente tb

Paula Calixto disse...

Realmente, já fui mais "paranóica" (neurótica) com acontecimentos imprevistos ocorridos comigo via net, que contaram com minha inexperiência para o susto. Hoje vejo tais acontecimentos como mais um sintoma, e só. Nada ocorre de errado ou perigoso de fato se você não estiver receptivo ao perigo e isso, diga-se de passagem, é deixar-se envolver pelo supérfluo. (;

Hoje, sou relax, ou, bem mais relax. Na verdade, rio litros das coisas que me tiraram do sério e me olho como que a uma tolice ingênua, mas que perde o "cabaço" que sustentava a neura, hoje em dia. kkkkkkkkkkkkkkkkk...

Beijos, amore. Apareça sempre que puder, ok? Bendito seja seu "novo" ego-virtual!!! (((:

Patrycia disse...

Gostei do blog!! Parabéns!!!

Patrycia
acendedordelampadas.blogspot.com

Paulo R. F. Braccini disse...

obrigado pelo carinho . meu amigo mais fofuxo ...

MIster Teles, o Musical disse...

NOssa, somente hoje fiquei sabendo da existencia deste blog! TEnho uma puta consideracao por vc THiago, grande amigo virtual mas q é muito mais proximos do que muitos que se dizem amigos. Fico mto feliz pq vou conhece-lo em breve, forte abraco e tudo de bom!