quinta-feira, 8 de julho de 2010

TOP 20: PARCEIRAS INTERNACIONAIS DE TH


Uma vez, um sábio-não-sei-quem determinou: "e pra que mesmo homens deveriam se arriscar nos vocais? As mulheres são perfeitas". Sem desmerecer ou descreditar grandes vocalistas masculinos, são elas mesmas que dominam.
Desde pequeno, vocais femininos me impressionavam. Até hoje, se tiver que optar entre uma música cantada por homem e uma por mulher, fico com a segunda. Na trajetória de um ser tão musical como eu, selecionar parceiras foi um parto BASTANTE doloroso. Mas resolvi fazer.
Ruivas, negras, loiras, morenas, compositoras, intérpretes, melancólicas, alegrinhas, roqueiras, divas pop, conhecidas, desconhecidas, bonitas, feias...Minha vida não teria sido a mesma sem a presença dessas moças aí destacadas. Não me atrevo a fazer uma seleção nacional pois nem o blogue bastaria (risos) e tenho consciência de que deixei inúmeras de fora (Janis Joplin, Sinead O Connor) - sobretudo paixões mais recentes como Arisa, Butterfly Bourcher, Ingrid Michaelson, Regina Spektor, Amy Winehouse...Mas quem sabe não renda um futuro "Top Novas Paixões"?
Muitas delas já apareceram em matérias aqui no ETHos (clique na Tag "Parceiras") e as que não foram contempladas logo serão...Por ora, uma breve apresentação das moças!
;)
P.s.: Sem ordem de classificação. Eu não conseguiria!

*****************
PARCEIRA I - Aimee Mann
Loirinha, musa do folk e desconhecida do grande público, a americana se destacou por integrar 90% da trilha do filme Magnolia



PARCEIRA II - Alanis Morissette
Dispensa apresentações. A canadense foi detentora de uma marca estupenda de vendagens e compõe de maneira bastante pessoal e confessional. Seu disco JAGGED LITTLE PILL (95) a fez se tornar a maior artista feminina de sua geração, com direito a inúmeras "cópias" .



PARCEIRA III - Jewel
Jewel é cantora e poetisa do Alasca e projetou-se primeiro com uma música suave e firme, pra depois se lançar no mundo do Pop. Destaque para a quase bíblica "Hands", que integrou o seriado "Dawson's Creek"



PARCEIRA IV - Sarah MclachLan
Mais uma canadense, Sarah tem voz de anjo e arranjos bem harmônicos, combinando letras lindas com piano e violino. Destaque para "Angel", seu maior hit e trilha sonora do filme "Cidade dos Anjos"



PARCEIRA V - Fiona Apple
Fiona é a típica representante do estilo "bonita, talentosa e infeliz" de ser. A melancólica garota ganhou notoriedade com o álbum Tidal, de 1996



PARCEIRA VI - Sade Adu
Talvez, junto a Alanis e Cyndi, a mais famosa da minha seleta lista. Sade criou algo raro no mundo pop mundial: um novo estilo de música, mais sensual, combinado com letras romanticas/tristes que lhe garantiram o titulo de "Motel-Sade-Music". Destaque para No Ordinary Love, Smooth operator, Your Love Is King...



PARCEIRA VII - Natalie Merchant
Seria uma perfeita versão feminina-queer do grande Michel Stipe, do R.E.M. Capaz de letras fortes e das mais românticas possíveis, Natalie, ex vocalista do 10000 Maniacs, é bastante versátil e genial. Destaque pra baladona "Kind And Generous" e pro hit "Because The Night".



PARCEIRA VIII - Tori Amos
Tal qual Bjork, a esquisitice de Tori sempre foi combustível para lhe taxarem de "doida", "maluca', quando na verdade, a moça é expansiva pra expor tudo o que sente mediante a música. A ruiva, no passado, fora vítima de abuso sexual, de aborto espontâneo e abandono de namorado. E reflete tudo na música, de maneira incrível e ímpar! Destaque para Crucify, de 1991.



PARCEIRA IX - Chrissie Hynde
Líder dos Pretenders, Chrissie sempre transpareceu seu engajamento político e luta em prol das causas ecológicas em suas letras, oriundas da grande banda de rock da qual é vocalista. Destaque para hits da década de 80 como "Don't Get Me Wrong" e para a super balada I'll Stand By You, de 1994



PARCEIRA X - Tracy Chapman
Grande sucesso no final dos anos 80, os anos seguintes a colocaram no ostracismo. Mas apenas pro grande público, não pra mim. :) Destaque para "Baby Can I Hold You" e "Fast Car" de 1988.



PARCEIRA XI - Annie Lennox
Annie é a mais DIVA das minhas escolhidas. Ótima carreira na banda Eurythmics, e mais brilho ainda em sua trajetória solo. Voz inconfundível, hits certeiros e canta muito bem de acordo com o humor do dia. Destaques: "Sweet Dreams" (Eurythmics), "Why" e No More "I Love Yous"



PARCEIRA XII - Dolores O' Riordan
Vocalista da irlandesa Cranberries, cresci com a pequenina magrinha roqueira cantando músicas ao meu coração. Quem não se lembra de Linger, Ode To My Family, Salvation, The Animal Instinct? Perfeitas!



PARCEIRA XIII - Shirley Manson
A mais piranha e bitch das minhas parceiras, Shirley, vocalista da genial banda Garbage, consegue mostrar genialidade até na escória! rs. Destaque para "I Think I'm Paranoid" e "The World Is Not Enough"



PARCEIRA XIV - Marie Fredrkson
A sueca vocalista do Roxette talvez seja a mais Pop das minhas parceiras. E não tem vergonha disto. Canta as músicas mais açucaradas possíveis e se destaca por fazer bem e ajudar o grupo a ser mesmo "os reis do Pop". Destaques: INÚMEROS. Não caberiam aqui!



PARCEIRA XV - Paula Cole
A "menos parceira" da lista, por não ser tão aprofundado em seu trabalho, mas o pouco que conheço já lhe credita com o selo de qualidade de TH. Destaque para, qual mais seria? "I Don't Want To Wait"



PARCEIRA XVI - Tracey Thorn
Vocal do "temperamental" grupo "Everything But The Girl", acredito ser a mais feia da trupe, o que compensa com o grande talento musical que possui. Sua voz calma, suave e sussurrada lhe rendem todos os reconhecimentos possíveis.Oitentistas, grupo se consagrou na cena eletrônica a partir da década de 90. Destaque para "Missing"



PARCEIRA XVII - Nina Persson
Mais uma roqueira. A loirinha que ficou conhecida com o hit "LoveFool" é, na verdade, dona de uma das bandas suecas mais lendárias do mundo do rock (Cardigans). É curioso ver que o shape da loirinha é todo frágil, mas ela vive desfiando palavrões e atitudes rock. YEAH!



PARCEIRA XVIII - Cyndi Lauper
A nossa querida divindade Pop. Cyndi causou demais na década de 80 trazendo, pro mundo da musica, a "simplicidade especial", que fazia toda diferença. Ela não era uma femme fatale nem pretensiosa cantora descartável. Ela era uma molecona com uma voz inconfundível e simpatia brejeira que conquistou inúmeros fãs. E conquista até hoje :). Destaques para Girl Just Wanna Have Fun, True Colors e Time After Time.



PARCEIRA XIX - Kate Bush
Talvez a mais antiga das minhas parceiras. Kate tinha muito da Cyndi: exagerada, descompromissada com estéticas ou super vendagens, só não era tão Pop. A inglesa se destaca pelo hino dos anos 70 "Wuthering Heighs" e o dos 80, "Babhooska" .



PARCEIRA XX - Macy Gray
Pra fechar, a voz de uma que arrasa. Negra de voz grave e rouca ao mesmo tempo, além de uma facilidade de se situar no R&B e Pop, Macy é uma das mais conceituadas artistas americanas surgidas no final da década de 90. Destaque para "I Try" e "Sexual Revolutions"




TH - Deleite total ao fazer o trabalhoso post ;)

5 comentários:

MCI disse...

Farei como Emília e direi apenas: "Concordíssimo" com você! Mulheres arrasam nos vocais e, sim, comandam tudo. Vozes femininas são mais suaves, sedutoras, enfim... A expressão "canto da sereia" se aplica bem, a título de ilustração: vozes femininas levam qualquer um para o fundo do mar, no mais profundo estado de hipnose.
Amei a seleção.

Serginho Tavares disse...

Este post está um escândalo de soberbo! Cada uma melhor qeu a outra e todas minhas favoritas!

ADOREI!
clap clap clap

Fernando disse...

Sem palavras... selecionou a dedo... ok, ok... faltou mu-u-u-si-c nessa relação, mas entendo. kkkkk. Parabéns.

Plinius Buenos Ayres disse...

Parabéns, o jeito que vc fala o que elas representam p/ vc está ótimo. Adorei vc destacar umas músicas mas no videos colocar outros. Dá a deixa para que quem nao as conhece se interesse a procurar!

barulhos disse...

muito bom, só faltou a mazzy star e a cat power...rs... são minhas favoritas. Ótimo blog.
seguirei você

abraço