quinta-feira, 21 de outubro de 2010

ALI TH ERAÇÕES XXIII


"Não te espantes quando o mundo amanhecer irreconhecível. Para melhor ou pior, isso acontece muitas vezes por ano. "Quem sou eu no mundo?" Essa indagação perplexa é o lugar-comum de cada história de gente. Quantas vezes mais decifrares essa charada, tão entranhada em ti mesma como os teus ossos, mais forte ficarás. Não importa qual seja a resposta; o importante é dar ou inventar uma resposta. Ainda que seja mentira."


PAULO MENDES CAMPOS



TH - Reflections...

4 comentários:

MIRIAN LEE disse...

Adorei os gatinhos da sua página! Vou copiar todos!!!! rsrsrsrs
Já viu as fotos dos meus gatinhos no album do orkut??? Eles são lindos!!! rsrsrsrs
Adorei também o lado B do seu outro blog (Entulho). As vezes penso em criar outro blog com coisas e assuntos mais sérios, mas a vida já é tão séria, né?
E falando em vida e em reflexões, eu também me faço várias vezes essa pergunta: Quem sou eu no mundo... Por que vim parar aqui?
rsrsrsrsrs
O jeito é se apegar em alguma mentira que nos livre de cometer o suicídio...rsrsrsrsrs

obs.: Estou meio macabra hoje... acho que é TPM...rsrsrsrs
Bjs

MIRIAN LEE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MCI disse...

É, essa reflexão é sempre muito boa, muito pertinente... Algo que não deve nunca sair da cabeça de quem enxerga o mundo sob o prisma da praticidade, da utilidade, do "viver acontecendo". Só não concordo que a resposta para "quem sou eu no mundo" possa ser uma mentira. É preciso muita verdade para se encarar o fato de maneira saudável, positiva, pró-ativa. Sermo-nos "de mentirinha" não resolve problema algum - cria outros, apenas.

Paulo Braccini disse...

Pois é!

QUEM SOU EU?

bjux

;-)