sexta-feira, 11 de junho de 2010

UM BRINDE A NÓS, SONHADORES!

Pois até nos momentos mais críticos, não há como não deixar a parcela "dreamer" aflorar.
Pelo contrário.
É ela quem nos faz sobreviver.
Minha querida Xuxa, parceira de infância (fui um belo e fiel baixinho da Rainha na década de 80), conseguia imprimir esse espírito infantil e positivo de que a gente pode sim perseguir nossos maiores e mais ousados sonhos ("Um sonho está no ar. O amor me faz cantar"). E não só ela. Crescido, eu vejo Clarice Lispector, musca literária-mor dentre tantas outras, falar do mesmo assunto com outras cores: "Sou mais forte que eu". AInda o digníssimo Fernando Pessoa "Matar o sonho é matarmo-nos. É mutilar a nossa alma. O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso" Ñão tenho que reclamar da parcela pisciana-sonhadora que sempre carreguei desde pequeno.
Apesar da falta de confiança em mim, eu sempre trouxe na minha bagagem pincéis prontos pra redesenhar novos planos, novos mundos. Nada melhor do que deixar fluir a imaginação acordado e traçar sem limites tudo o que quero alcançar.
Nessa semana de desemprego, eu me peguei em momentos bem críticos, daqueles que a gente olha prum lado, pro outro, põe as mãos na cabeça num semi-desespero desamparado. Mas é só aquele instante. Para ali.
Continuar na lama é pros fracos. É pros paupérrimos de espíritos.
Essa é a hora de fazer valer nossa maior riqueza.
Determinação e esperança agora, carne e osso amanhã!
Sonhem, queridos. Sonhem com a vida, sonhem com um futuro melhor, sonhem juntos, sonhem separados.
Um brinde aos meus amigos utópicos. O concreto estará bem firme daqui a um tempo :)


TH - Acreditem: feliz!

3 comentários:

Serginho Tavares disse...

quem deixou de sonhar, deixou de existir

beijos e muitos sonhos

Tom disse...

I'm coming clean of jealousy and shame
I've come to play the sinking game
I've come to let my armour down
Come to let my armour down

(Marit Larsen)

MCI disse...

Concordo com tudo que você disse. Maas atente para isso: sonhos também envelhecem. Se você não luta por torná-los realidade, vem o Tempo e os substitui por outros e você nunca deixa de sonhar... Passa a vida inteira dormindo ao redor de quimeras, esquece-se de que só temos o tempo PRESENTE para fazer as coisas acontecerem. Uma vida é feita de sonhos tanto quanto da REALIZAÇÃO DELES.
Querer, poder e conseguir.
Essa é a lei.