quinta-feira, 20 de maio de 2010

IT'S COMING!

6 anos acompanhando.
Várias noites não dormidas.
Mil unhas roídas.
Inúmeras reprises, episódios reassistidos...
Personagens com trajetórias muito boas, outros nem tanto.
Lágrimas com perda de queridos...
Vontade de esfolar os roteiristas por algumas passagens ruins...
Enfim...
Domingo isso acaba..e nasce um marco da teledramaturgia mundial e um ícone de cultura pop. A série que desafiou todos com uma narrativa complexa e nunca vista, reunindo elementos esotéricos e de ficção científica, num bojo cuja mistura poderia ser indigesta e um "balaio de gato", no entanto, os produtores executivos foram bem felizes ao não perder ao menos o foco maior da série: perguntas que levam a outras perguntas. Uma série baseada nas dúvidas, que quando são sanadas, levam a milhares de outras e prende a atenção tao forte não pode nunca deixar de ser um marco. E a premissa maior, pra mim, está focada nas vidas daqueles personagens, seus dramas, conflitos, redenção, defeitos, virtudes...e nessa sexta temporada, com a criação da realidade paralela isso se tornou mais evidente, pois o paralelismo de seus comportamentos com ambas as realidades justifica ser o elemento humano o principal componente de LOST.
Depois do capítulo final, prometo fazer uma matéria completa sobre tudo o que LOST representou pra mim ao longo de toda sua trajetória...
Por hora olhem a imagem e vejam: John Locke no lugar de Jesus...bancos de avião usados pelos personagens e a própria mesa da última ceia é uma asa de avião! AMEI!
E a demora me agonia...


TH - Chega Junho mas não chega Domingo!

Um comentário:

MCI disse...

É... LOST é um fenômeno, sem dúvida.
E eu devo a sua indicação a sorte de tê-la conhecido e apreciado. Não acompanhei - muito felizmente! - ao longo dos anos, mas acompanhei a partir do momento certo, vendo numa só tacada as cinco temporadas iniciais e me angustiando, semanalmente, com a sexta e última temporada. Quando "cair o pano" também quero pensar sobre LOST e ver a que conclusão consigo chegar. Mas não me iludo: eletrizante como é, LOST nos deixará acesos e plugados no 220 por algum (bom) tempo, ainda...